Cidades mais frias do Brasil escapam da onda de calor

As duas cidades mais frias do país, Urubici e São Joaquim, ambas em Santa Catarina, escaparam da onda de calor que fez São Paulo registrar recorde de temperatura neste domingo (1º), com 34,1ºC no Mirante de Santana. Em Urubici, os termômetros registram 13,3ºC, nesta quarta-feira (4). Em São Joaquim, a temperatura mínima é de 15,7ºC. Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Segundo informações do 8º Distrito de Meteorologia do Inmet, no Rio Grande do Sul, responsável por medições também em Santa Catarina, as temperaturas médias do ar em São Joaquim variam entre 15,9ºC, em dezembro de 2008, a 17,2ºC, em fevereiro deste ano. Na mesma cidade, a média chegou a 16,9ºC, em janeiro de 2009. Nos primeiros dias de março, a média calculada foi de 16ºC.

Em Urubici, a recente estação meteorológica é automática e por isso não é possível calcular as temperaturas médias do ar, segundo informações do 8º Distrito de Meteorologia do Inmet. O equipamento está em funcionamento há menos de um ano, segundo os meteorologistas gaúchos.

As duas cidades catarinenses viraram opções de destino para turistas que procuram neve. Urubici é considerada a Sibéria brasileira, segundo a Secretaria de Turismo local. Lá os termômetros já registraram quase 18 graus negativos, em 1996. São Joaquim registrou, em 29 de maio de 2007, cinco graus negativos, segundo o Inmet.

Recorde – A temperatura máxima registrada neste domingo em São Paulo pelo Inmet, de 34,1ºC, não foi apenas a mais alta do ano na capital paulista: desde que o Inmet começou a fazer medições na cidade, em 1943, nunca se registrou uma temperatura tão alta com esta em um mês de março. (Fonte: Glauco Araújo/ G1)