Produtores vão pedir liminar para continuar na Raposa, diz advogado

O advogado Luiz Valdemar Albrecht, que representa os produtores rurais da Raposa Serra do Sol, afirmou nesta quinta-feira (19) que os plantadores de arroz deverão recorrer à Justiça contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a retirada imediata de todos os não índios da reserva indígena.

Ele destacou que deve pedir uma liminar no próprio Supremo para que os produtores possam permanecer na reserva até o fim da colheita, prevista para junho. Albrecht calcula que as benfeitorias e investimentos feitos pelos produtores na reserva somam quase R$ 100 milhões.

O advogado acrescenta que os pedidos de indenização por parte dos arrozeiros devem chegar a esse valor – quantia muito superior à disponibilizada pela Fundação Nacional do Índio (Funai), de R$ 12 milhões. Dessa quantia, R$ 5 milhões estão depositados em juízo.

O julgamento sobre a validade da demarcação foi concluído na tarde desta quinta, com placar de 10 x 1 para os índios –apenas o ministro Marco Aurélio Mello votou contra a demarcação contínua da reserva. (Fonte: G1)