Brasil melhora posição no ranking por número de casos de tuberculose

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou, nesta terça-feira (24), um relatório que aponta a melhora do Brasil no ranking dos 22 países com maior número de casos de tuberculose no mundo. O país passou da 16ª posição, em 2008, para a 18ª, neste ano.

De acordo com o Ministério da Saúde, o coordenador geral do Programa Nacional de Controle da Tuberculose, Draurio Barreira, afirma que a meta do governo brasileiro é sair o mais rápido possível da lista dos 22 países com maior número de casos.

No Brasil, foram registrados 72 mil novos casos de tuberculose em 2007, e 4,5 mil pessoas morreram em decorrência da doença. As maiores incidências estão nos estados do Rio de Janeiro (73,27 por 100 mil), Amazonas (67,60), Pernambuco (47,79), Pará (45,69) e Ceará (42,12). A Região Centro-Oeste é a que apresenta a menor taxa do país.

A incidência da tuberculose entre os homens (cerca de 50 por 100 mil) é o dobro do que entre as mulheres. O maior número de casos se concentra na faixa etária de 20 a 39 anos. Já as populações mais vulneráveis são as indígenas (incidência quatro vezes maior do que a média nacional); portadores de HIV (30 vezes maior); presidiários (40 vezes maior); e moradores de rua (60 vezes maior). O tratamento contra a tuberculose é oferecido gratuitamente na rede pública.

Orçamento afetado – Durante 3º Fórum de Parceiros Stop TB, evento internacional que acontece no Rio de Janeiro, até 25 de março, em que foi divulgado o relatório da OMS, o diretor executivo do Fundo Global contra a Aids, a Tuberculose e a Malária, Michel Kazatchkine, disse que o orçamento global para o controle dessas doenças será afetado pela crise econômica. Ele estima que, em 2009, seja investido US$ 1,6 bilhão a menos do que em 2008, quando o programa arrecadou cerca de US$ 4 bilhões. (Fonte: G1)