ONU precisa de US$ 1 bilhão para combate à gripe suína

As Nações Unidas podem precisar de mais US$ 1 bilhão para ajudar os países pobres a combater a gripe suína, disse o secretário-geral Ban Ki-moon nesta segunda-feira (6).

“O financiamento não está fluindo como esperávamos”, disse Ban. “Estamos mobilizando todos os recursos possíveis”.

O dinheiro é necessário para garantir que os países mais pobres tenham acesso a vacinas e a drogas antivirais para o caso de a epidemia global continuar a se espalhar, disse ele, em entrevista coletiva.

A chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, disse aos doadores que quer levar um estoque mínimo de vacina para 49 dos países mais pobres, como um primeiro passo. Ela não mencionou os países pelo nome.

“Muitos dos países em desenvolvimento têm sistemas de saúde fracos”, disse ela. “Eles de fato estão entrando na pandemia no estado que chamo de mãos vazias. Eles não têm antivirais. Não têm vacinas. Não têm antibióticos”.

A epidemia de gripe suína está sendo relativamente suave até agora, e a maioria dos pacientes recupera-se sem a necessidade de tomar antivirais, mas Ban disse que não se deve presumir que a epidemia continuará fraca.

Autoridades sanitárias temem que moradores de países pobres e de nações que lutam com problemas como malária, tuberculose e pneumonia serão mais suscetíveis aos riscos da gripe suína.

Cerca de 430 pessoas morreram de gripe suína no mundo, e mais de 94 mil foram infectadas, de acordo com os números mais recentes da OMS. Mas o total mundial pode ser muito maior, já que a maioria dos casos pode ser suave demais para sequer receber diagnóstico. (Fonte: Estadão Online)