Municípios do Rio vão receber meio bilhão em recursos para obras de saneamento

Oito municípios da Baixada Fluminense e do interior do estado, além da cidade do Rio de Janeiro, vão receber R$ 587 milhões para obras de água e esgoto. Convênios entre o governo federal e governo do estado, que será o executor do empreendimento, foram assinados na terça-feira (7), no Palácio Guanabara.

As obras fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do saneamento e vão beneficiar 10 milhões de pessoas. O objetivo também é contribuir para a candidatura da capital fluminense à sede das Olimpíadas de 2016, além de ajudar na despoluição da Baía de Guanabara e de mananciais da região.

“É impossível ter rios preservados se não há investimentos em saneamento”, reiterou a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, durante a assinatura dos convênios. “A União tem clareza da importância de obras de saneamento e habitação.”

A capital fluminense ficará com quase a metade dos recursos, cerca de R$ 280 milhões. A maior parte será aplicada em bairros da zona oeste, como Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes. Também receberão investimentos os municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaperuna, Maricá, Mesquita, Saquarema, São Gonçalo e Valença.

O governador Sérgio Cabral disse que as cidades do interior nunca receberam um investimento público tão alto e informou que a realização das melhorias nas cidades, o que favorece a saúde e a qualidade de vida da população, só é possível porque o governo reestruturou a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae). (Fonte: Isabela Vieira/ Agência Brasil)