Ministro britânico diz que envio de lixo ao Brasil é inaceitável

O ministro de Energia e Mudanças Climáticas do Reino Unido, Ed Miliband, disse na segunda-feira (3) que as agências ambientais de seu país estão trabalhando para responsabilizar quem mandou os contêineres de lixo enviados ilegalmente ao Brasil.

“Isso é completamente inaceitável. Entendemos os sentimentos do Brasil, e nossas agências ambientais vão se certificar de que esse problema será tratado seriamente e que todas as ações apropriadas estão sendo feitas contra as pessoas responsáveis por isso”, declarou Miliband. Ele se reuniu hoje com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, em Brasília, mas garantiu que o tema não foi discutido no encontro.

Os 40 contêineres com lixo do Reino Unido chegaram ao Brasil entre fevereiro e maio deste ano e continham materiais nocivos como pilhas, seringas, cartelas de medicamentos e embalagens de preservativos. Na manhã de segunda-feira, um navio com o lixo enviado ilegalmente ao Brasil deixou o Porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul.

O ministro britânico também se reuniu na segunda-feira com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Miliband está no Brasil desde o último sábado (1º), com o objetivo de debater os esforços para um acordo global que vai limitar as emissões de gases de efeito estufa, que deverá ser firmado em dezembro deste ano, durante a reunião do COP-15, em Copenhagen, na Dinamarca. O novo tratado deverá substituir o Protocolo de Quioto, que vence em 2012. Para Miliband, a liderança do Brasil é fundamental para que o acordo seja concretizado.

Antes de chegar em Brasília, o ministro britânico foi ao município de São José do Xingu, no Mato Grosso, onde conversou com grupos indígenas sobre as soluções para evitar o desmatamento na Amazônia. Miliband também conheceu a planta de bioetanol em Piracicaba. Segundo ele, o Brasil tem uma visão diferente em relação aos biocombustíveis.

“Temos que ser conscientes em relação aos biocombustíveis, porque eles podem ter impactos negativos. Mas o Brasil também está mostrando impactos positivos que podem ter nas mudanças climáticas. Então, precisamos ter um balanço nesse assunto”, afirmou Miliband. (Fonte: Sabrina Craide/ Agência Brasil)