Petrobras assina acordo para uso de tecnologia inédita em águas profundas

A Petrobras e a empresa norte-americana FMC Technologies assinaram na quarta-feira (19) acordo de cooperação tecnológica para implantar o primeiro sistema de separação submarina água-óleo (SSAO) do mundo a ser utilizado para óleo pesado em águas profundas.

Segundo a estatal brasileira, o sistema de separação vai possibilitar “uma significativa redução da quantidade de água produzida que chega à plataforma, o que aumentará a capacidade de tratamento de óleo da infraestrutura instalada e, em consequência, contribuirá para um maior fator de recuperação (quantidade de óleo que poderá ser extraída)”.

Ainda na avaliação da Petrobras, o sistema poderá simplificar os sistemas de produção (plataformas), ao viabilizar a instalação do separador diretamente no fundo do mar.

A gerente executiva de Engenharia de Produção da área de Exploração e Produção da Petrobras, Solange Guedes, destacou a importância de se desenvolver soluções tecnológicas no fundo do mar para a Bacia de Campos. Para ela, “a solução submarina, além de trazer longevidade para a Bacia de Campos, aumenta o fator de recuperação do campo”.

Construído no Brasil pela FMC Technologies do Brasil, empresa especializada em equipamentos submarinos para a área de petróleo, o protótipo será instalado no Campo de Marlim em meados de 2011.

De acordo com a Petrobras, Marlim foi escolhido para receber a primeira instalação dessa tecnologia por ter uma considerável reserva de óleo pesado, estar localizado em águas profundas e ser um campo maduro. O sistema processará diariamente 22 mil barris de líquido. (Fonte: Nielmar de Oliveira/ Agência Brasil)