Falhas na Defesa Civil dificultam assistência em desastres, aponta TCU

Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) identificou falhas na estrutura física e na gestão de órgãos e recursos da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), que dificultam a assistência às vítimas em casos de desastres.

Segundo o TCU, a falta de articulação entre a Sedec e os órgãos estaduais e municipais de Defesa Civil e entre os Ministérios das Cidades e da Integração Nacional dificultam as ações do Programa de Respostas aos Desastres e Reconstrução em regiões do país afetadas, por exemplo, por enchentes.

Em alguns casos, há atraso na liberação de recursos porque órgãos locais desconhecem a legislação ou apresentam projetos que não obedecem os critérios técnicos para receber a ajuda.

De acordo com o relator do processo, ministro Benjamim Zymler, falta transparência na execução de ações da Defesa Civil, que não possui registros sobre as solicitações de recursos relacionados ao programa de resposta e prevenção.

No relatório, o TCU recomenda que a Sedec – ligada ao Ministério da Integração Nacional – melhore o sistema de transferência de recursos, garanta o registro de todas as solicitações recebidas – atendidas ou não – e dê publicidade aos dados na página do ministério na internet. O tribunal também pede que a Sedec adote critérios objetivos para destinar recursos para obras preventivas. (Fonte: Agência Brasil)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags