Técnicos do Inea tentam conter vazamento de óleo em Niterói

Técnicos do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) trabalham desde a madrugada de quinta-feira (8) para conter o vazamento de 50 mil litros de óleo diesel em Niterói. O problema foi causado por um deslizamento de terra que fez com que quatro caminhões da Viação Ingá tombassem na Alameda São Boaventura, derramando o óleo sobre a pista e na Baía de Guanabara.

Segundo o Inea, o acidente aconteceu por volta da 1h da manhã. Os bombeiros tentaram conter o vazamento com um dique, que reteve parte do óleo. No entanto, outra parte atingiu a galeria de águas pluviais e, posteriormente, o Canal da Alameda, chegando à Baía de Guanabara, na área entre a Praça do Pedágio e o Porto de Niterói.

Agentes do Serviço de Operações de Emergência do Inea colocaram barreiras de contenção e absorção no porto. A operação conta com a ajuda de caminhões a vácuo para retirar o óleo. (Fonte: Flávia Villela/ Agência Brasil)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,