BP vai dar US$ 20 bilhões para fundo após vazamento de óleo, diz Obama

O presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou nesta quarta-feira (16) que a British Petroleum vai criar um fundo de US$ 20 bilhões para cobrir os prejuízos causados pelo derramamento de óleo no Golfo do México.

O anúncio foi feito após reunião de Obama com executivos da companhia. O presidente afirmou que a reunião foi “construtiva”.

Carl-Henric Svanberg, chairman da empresa, pediu desculpas pelo acidente e afirmou que vai suspender os dividendos para os acionistas por conta do vazamento.

Obama também afirmou que a criação do fundo não retira as responsabilidades jurídicas da empresa no caso e também não funciona como um “teto”.

“As responsabilidades da BP por este vazamento são significantes”, disse.

Mas Obama descreveu a petroleira como “forte e viável”.

“Estou absolutamente confiante de que a BP vai ser capaz de cumprir suas obrigações no golfo e com o povo americano”, disse.

O presidente também anunciou um depósito, por parte da empresa, de US$ 100 milhões para os trabalhadores do setor que foram demitidos por causa do desastre.

Pedido parlamentar – Na véspera, o presidente havia dito, em discurso, que exigiria da empresa britânica a reserva de dinheiro, em um fundo administrado independentemente para pagar pelos pedidos de indenização. Os parlamentares haviam pedido a quantia de US$ 20 bilhões.

Alguns parlamentares norte-americanos defenderam que a companhia suspendesse o pagamento de dividendos a fim de garantir que tinha dinheiro suficiente para pagar pelos danos, irritando os investidores.

Os executivos da BP – incluindo o presidente Carl-Henric Svanberg, o CEO Tony Hayward e o diretor da BP nos EUA, Lamar McKay – tiveram a primeira reunião com Obama desde o início da crise. (Fonte: G1)