Série de terremotos afeta quatro regiões chilenas

O Chile foi atingido na madrugada de terça-feira (22) por uma série de terremotos que afetaram quatro regiões do país. A magnitude dos tremores variou de 4,7 graus na escala Richter, na região de O’Higgins e Maule, no Centro, a 2 graus, nas áreas de Valparaíso (uma das principais cidades do Chile) e Antofagasta.

As informações são do escritório de emergências do governo federal (cuja sigla é Onemi). Não há informações sobre vítimas ou danos graves. De acordo com os dados da Onemi, os abalos são considerados de baixa intensidade. O epicentro foi localizado na costa a cerca de 190 quilômetros da capital, Santiago.

Desde 27 de fevereiro, o Chile é afetado por tremores de terra e ameaças de tsunami. O mais grave deles, naquela data, atingiu 8 graus na escala Richter. O terremoto causou cerca de 500 mortes e deixou 2 milhões de desabrigados e desalojados no país. Também destruiu escolas, hospitais e prédios públicos e privados.

Ao assumir o governo, em março, o presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou como prioridade a reconstrução do país. O sistema de alerta de tremores de terra e tsunamis foi aperfeiçoado e a população se mantém em alerta. Vários países, inclusive o Brasil, ajudaram o Chile no esforço da reconstrução. (Fonte: Renata Giraldi/ Agência Brasil)