Pesquisa diz que sangue congelado pode ser fonte de células parecidas com células-tronco

Pesquisadores anunciaram nesta quinta-feira (1º) que é possível fazer células parecidas com células-tronco a partir de sangue congelado, armazenado em amostras.

Em um estudo, eles usaram células do sangue para fazer as células-tronco pluripotentes induzidas, conhecidas como iPS – feitas em laboratório, a partir de tecido comum, elas se assemelham às células-tronco embrionárias humanas, e podem se transformar em qualquer tipo de tecido humano.

As células iPS foram feitas no passado a partir de amostras de pele, mas o sangue é muito mais fácil de se retirar e armazenar, disseram os pesquisadores à revista especializada “Cell Stem Cell”.

“Sangue é a fonte mais fácil e acessível de células, porque você preferiria ter 20 ml de sangue retirados do que fazer uma biópsia para retirar células da pele”, afirmou Judith Staerk, do Instituto Whitehead de Pesquisa Biomédica, que trabalhou no estudo.

Rudolf Jaenisch, que coordenou o trabalho, disse que a possibilidade de usar sangue vai abrir oportunidades para pesquisadores que quiserem usar células iPS para estudar o desenvolvimento de doenças. “Há fontes enormes –bancos de sangue que podem conter as únicas células viáveis de pacientes que já morreram, ou do estágio inicial de doença dos pacientes”.

“Usando este método, nós podemos agora ressuscitar essas células como células iPS. Se o paciente tem uma doença neurodegenerativa, você pode usar as células iPS para estudar a doença.” (Fonte: Folha.com)