Custo de vazamento de óleo para BP já passa de US$ 3 bilhões

Os custos da operação de contenção do vazamento de óleo no golfo do México já ultrapassaram US$ 3 bilhões (R$ 5,3 bilhões). O dinheiro tem sido gasto na limpeza e bombeamento do óleo que extravasa de um poço a 1.500 metros de profundidade e no pagamento de indenizações para famílias e negócios afetados pelo desastre.

A empresa britânica BP, responsável pela limpeza e pela conta astronômica, revelou os números nesta segunda-feira (5). Até a semana passada, a empresa havia gasto US$ 2,65 bilhões (R$ 4,70 bilhões) na operação, chegando agora a um total de US$ 3,12 bilhões (R$ 5,53 bilhões).

O valor não inclui o fundo de US$ 20 bilhões (R$ 35,4 bilhões) para os danos no golfo que a empresa prometeu criar, após acordo com o governo dos EUA.

Nesse meio tempo, a BP continua a perfuração de dois poços de alívio, considerados a solução definitiva para o vazamento.

Na semana passada, uma gigantesca escumadeira, capaz de filtrar milhões de litros de água contaminada por óleo, foi testada no local. Mas as condições climáticas adversas, atribuídas em parte à passagem do furacão Alex pelo México, atrasou os trabalhos de limpeza.

O vazamento no golfo do México teve início no dia 20 de abril, quando a plataforma de petróleo Deepwater Horizon, operada pela BP, explodiu, matando 11 funcionários. O desastre já é o pior da história dos EUA. (Fonte: G1)