Grupo acha crocodilo mineiro de 90 mi de anos

Não é o Parque dos Dinossauros, mas sim um Parque dos Crocodilos Pré-Históricos no interior de Minas Gerais: três ninhos com ovos, dois esqueletos parciais e cinco crânios, um deles representando uma provável nova espécie de superpredador de 90 milhões de anos.

O “novo” bicho (mais do que uma espécie, possivelmente um novo gênero), que pode ter medido de três a seis metros de comprimento, foi achado no Triângulo Mineiro por cientistas da USP.

“Era um carnívoro, um predador de topo de cadeia”, diz Felipe Montefeltro, doutorando da USP que apresentou os fósseis durante o Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, na Unirio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro).

Durante a Era dos Dinossauros, o interior mineiro e paulista possuía uma grande diversidade de crocodilos. Diferentemente de seus primos modernos, eram bichos terrestres, cujas patas ficavam relativamente eretas e que, em terra firme, podiam se deslocar com rapidez.

O crânio, embora parcial, está em ótimo estado de conservação, preservando detalhes como o céu da boca, raramente encontrados em outros crocodilos extintos. O nome científico do animal ainda não foi revelado. (Fonte: Reinaldo José Lopes/ Folha.com)