Biólogos tentam resgatar baleia encalhada no Pântano do Sul, em Florianópolis/SC

Biólogos de Projeto Baleia Franca fazem mais uma tentativa para desencalhar a baleia encontrada nesta quarta-feira (7), na praia do Pântano do Sul, em Florianópolis. Durante a manhã, o plano de reboque do mamífero com o uso de um barco e cordas terminou frustrado.

No início da tarde, o procedimento foi retomado com o uso de três barcos de pesca. Com cordas amarradas ao animal, as embarcações tentaram puxá-lo para mar aberto. A Polícia Militar Ambiental também está a caminho do local.

De acordo com a diretora de pesquisa do Projeto Baleia Franca, Karina Groch, a operação para desencalhar o mamífero pode continuar nesta quinta-feira caso os biólogos e a polícia não tenham sucesso na tentativa desta tarde.

“A baleia está em um lugar com bastante água e consegue se movimentar. Em 2003 tivemos o encalhe de uma baleia franca em Laguna, o animal acabou entrando no canal do Rio Tubarão e foi parar na Lagoa Santa Marta, mas depois de 28 horas conseguimos removê-lo, essa é uma situação bem parecida”, explica Karina.

A agonia da baleia franca juvenil comoveu moradores do Pântano do Sul. O mamífero de cerca de seis metros foi avistado por um pescador às 6h desta quarta-feira em um banco de areia a cerca de 50 metros da praia. Acredita-se que a mamífero tenha entre 15 e 20 toneladas. Não foi possível identificar o sexo. (Fonte: Zero Hora/RS)