Operação em Santa Catarina consegue desencalhar baleia-franca

Um navio rebocador da Marinha do Brasil conseguiu nesta quinta-feira (8) retirar o exemplar de baleia-franca-austral ,com cerca de 15 toneladas, que estava encalhado na praia do Pântano do Sul, em Florianópolis, Santa Catarina. O mamífero apareceu preso na arrebentação da praia na manhã desta quarta-feira (7), sendo monitorado por ambientalistas, equipes do Corpo de Bombeiros e da Delegacia Especial de Polícia Marítima.

Segundo Karina Groch, diretora de pesquisa do projeto Baleia-Franca, organização ambiental que auxilia nos trabalhos de proteção dos animais marinhos em Santa Catarina, o desencalhe do espécime, um exemplar jovem, com idade entre 2 e 6 anos e nove metros de comprimento, ocorreu no início da tarde, durante o período de maré cheia.

“Tentamos dois procedimentos para a remoção. Um com a implantação de uma cinta larga no animal, para tentar minimizar lesões. Como não conseguimos, tivemos que amarrar um cabo fino, porém resistente, puxando a baleia com o barco para fora da área de arrebentação da praia”, disse Karina.

O animal, que tinha bom estado de saúde, teve pequenas lesões superficiais, mas que, segundo a organização ambiental, não comprometeriam sua sobrevivência em alto mar. Homens do Corpo de Bombeiros acompanharam o exemplar até seu percurso em direção ao mar aberto.

A APA Baleia-franca é uma zona de preservação que compreende 130 km da costa catarinense. Desde o início do ano, foram visualizados 65 exemplares de baleia-franca-austral nesta região, o que é muito comum, segundo Karina Groch. A espécie frequenta o litoral sul brasileiro durante o inverno para reprodução. (Fonte: Globo Natureza)