EUA desmantelam B53, última ‘superbomba’ nuclear de seu arsenal

A última bomba B53 dos Estados Unidos, com poder destrutivo centenas de vezes maior do que a bomba atômica jogada sobre Hiroshima na II Guerra Mundial, está sendo desmantelada nesta terça-feira (25) na planta nuclear Pantex, perto de Amarillo, no Texas.

Esse desmantelamento completa o programa planejado pelo Administração Nacional de Segurança Nuclear um ano antes do prazo previsto, segundo o próprio órgão governamental, e está alinhado com os planos do presidente Barack Obama em diminuir o número de bombas nucleares existentes.

De cor cinza, 4.500 kg de peso e do tamanho de uma caminhonete, o dispositivo tinha o poder de “apagar” da face da Terra uma zona metropolitana inteira ao ser lançada com seus nove megatons de potência de um bombardeiro B-52.

O desarmamento desta bomba é “significativo em razão de se tratar da última deste tipo de armas multimegatônicas que as potências nucleares costumavam construir durante a Guerra Fria”, disse Hans Kirstensen, diretor do projeto de informação nuclear da Federação de Cientistas dos Estados Unidos.

“O mundo será um lugar mais seguro após a desmontagem desta arma”, disse Thomas D’Agostino, diretor da Administração Nacional de Segurança Nuclear, em um comunicado divulgado pela Pantex. (Fonte: G1)