ONU lança campanha da Rio+20 antes de cúpula sobre desenvolvimento

A ONU lançou na segunda-feira (28) no Rio de Janeiro a campanha “O Futuro que Queremos” para mobilizar a sociedade civil para a Conferência Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável Rio + 20. A cidade será sede do evento que acontecerá do dia 20 ao 22 de junho de 2012.

Organizada 20 anos depois da Cúpula da Terra, a Rio + 20 reunirá chefes de Estado de todo o mundo. A presidente brasileira, Dilma Rousseff, abrirá o debate sobre um modelo econômico que respeite o meio ambiente. “Na Rio + 20, renovaremos o compromisso político para que o desenvolvimento seja sustentável (em um mundo) com 7 bilhões” de habitantes, disse Kiyo Akasaka, secretário-geral adjunto da ONU para comunicação e informação, durante o lançamento da campanha.

“Devemos mostrar que é possível ter um desenvolvimento que gere riqueza e proteja o meio ambiente” para as gerações futuras, acrescentou Akasaka, que criticou “os países ricos que não levam a sério o compromisso com o protocolo de Kyoto, firmado há 14 anos, para reduzir as emissões de gases poluentes”, que provocam o aquecimento global.

A campanha da ONU quer mobilizar todos os setores da sociedade para que participem de um debate mundial através da internet e de redes sociais sobre o futuro que querem para a cidade e povo, “antes que seja tarde demais”.

Carlos Tucano, índio da Amazônia, questionou a posição da ONU em relação ao fato de os povos indígenas “serem sempre marginalizados nas discussões mundiais e percebidos como pessoas exóticas e selvagens”, quando na realidade possuem profundos conhecimentos para salvar a floresta. Akasaka respondeu que a ONU apoia os indígenas e que a Rio + 20 será a oportunidade para aprofundar este tema. “É uma questão importante. A ONU realiza uma reunião anual para discutir os direitos dos indígenas no mundo”, acrescentou. (Fonte: Portal Terra)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags , ,