Curso capacita gestores sobre valor econômico da biodiversidade para as políticas públicas

Pernambuco vive um amplo processo de desenvolvimento econômico com a presença de empreendimentos. Para se estabelecer, esses projetos demandam a retirada de grandes quantidades de cobertura florestal e a implementação de políticas públicas que incentivem iniciativas de recuperação florestal e a manutenção/conservação dos serviços ecossistêmicos como, provimento de água, manutenção do clima, formação de solo para a agricultura, essenciais para garantir o êxito desses grandes empreendimentos e para melhoria da qualidade de vida da população. Diante dessa realidade, o Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan), por meio do Núcleo de Formação em Ciência & Tecnologia Ambiental do Nordeste, realiza, entre os dias 18 e 22 de março, na sede da Agência Estadual de Meio Ambiente de Pernambuco (CPRH) o curso A Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade para Formuladores de Políticas Locais e Regionais do Corredor de Biodiversidade do Nordeste.

A formação tem por objetivo sensibilizar gestores públicos de secretarias e órgãos do Governo sobre a importância de considerar o valor econômico da biodiversidade na formulação de políticas públicas. De acordo com Severino Rodrigo, diretor de projetos do Cepan, o curso pretende sensibilizar os gestores para importância das políticas públicas trabalharem sob a lógica da recuperação de serviços ambientais. Por exemplo, pensando a adequação ambiental dos empreendimentos econômicos de Suape, com base na lógica de prestação de serviço ambiental, como sequestro de carbono, manutenção do volume hídrico, regulação de clima. Ainda de acordo com Severino Rodrigo, é mais fácil o empresário compreender que o sucesso do seu negócio depende da recuperação das áreas degradadas, para garantir os recursos naturais que são utilizados na cadeia produtiva. Dessa forma conseguimos colocar no mesmo patamar de discussão economia e meio ambiente.

A capacitação terá uma abertura solene, que contará com as presenças de analistas do Ministério do Meio Ambiente, do diretor de Biodiversidade e Recursos Florestais da CPRH, Carlos André Cavalcanti e do secretário de Meio Ambiente de Pernambuco, Sérgio Xavier. A facilitação do curso ficará a cargo dos pesquisadores do Cepan e do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE). A capacitação será desenvolvida em cinco módulos, de um dia cada. A metodologia inclui aulas expositivas, exercícios práticos, trabalhos em grupo, análises de estudos de caso, e saída a campo.

As temáticas trabalhadas durante o curso A Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade para Formuladores de Políticas Locais e Regionais do Corredor de Biodiversidade do Nordeste compõem a iniciativa (TEEB), encomendada pelos países que fazem parte do G8. Seu principal objetivo é integrar o valor da biodiversidade dentro da economia mundial. O curso também é uma iniciativa do Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan), da Environmental Leadership Training Initiative (ELTI – Universidade de Yale) e da Agência Estadual de Meio Ambiente do Estado de Pernambuco (CPRH). (Fonte: Ascom Cepan)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5