Costa leste dos EUA fica paralisada de novo pela enésima tempestade de neve

Uma nova tempestade de frio e neve voltou a paralisar nesta segunda-feira grande parte da costa leste dos EUA e obrigou a fechar escolas e estradas, a cancelar centenas de voos e a suspender a atividade dos escritórios do governo federal.

Os governadores de cinco estados (Nova Jersey, Virgínia, Delaware, Mississipi e Tennessee) declararam estado de emergência como medida de precaução por causa dotemporal, que deve deixar entre 13 e 30,5 centímetros de neve, segundo o Serviço Meteorológico Nacional.

Grande parte dos estados do centro e do leste do país, na região compreendida entre o vale do Tennessee e o Meio Oeste, amanheceu nesta segunda-feira sob os efeitos de uma tempestade que misturou neve e chuva e que agora avança para o leste.

O temporal prejudicou mais Washington DC que Nova York e Boston.

Há um alerta na capital até às 20 (de Brasília) pela tempestade e se esperam até 25 centímetros de neve, temperaturas entre -6 e -7 graus Celsius e sequências de ventos que podem chegar a cerca de 50 km/h.

O fechamento dos escritórios governamentais, o Congresso adiou todas as atividades previstas para hoje até amanhã e a entrevista coletiva diária da Casa Branca foi cancelada, foi seguido pela maioria dos estabelecimentos comerciais, que seguem o critério do governo na hora de suspender suas atividades pelo mau tempo.

Algumas ruas de Washington estão cobertas pela neve e inclusive os ônibus deixaram de funcionar e poucos táxis circulavam, embora o metrô tenha continuado a funcionar.

Além dos estados que se encontram em estado de emergência, as autoridades de Indiana, Illinois, Kentucky, Maryland, Carolina do Norte, Ohio e Virgínia Ocidental alertaram os cidadãos para que reduzam a circulação por estrada aos casos de urgência e fecharam centenas de escolas.

Também o tráfego aéreo foi afetado pelo temporal: mais de 2.600 voos foram cancelados e mais de 5.300 atrasados, segundo o site FlightAware.com, com os aeroportos de Washington, Filadélfia e Nova York como os mais afetados.

Milhares de pessoas ficaram sem eletricidade.

Esta é a enésima tempestade de um inverno 2013/2014 cheio de precipitações em forma de neve ainda em março, a menos de três semanas do início oficial da primavera, o que está provocando dificuldades para alguns estados.

Em Ohio, a demanda de sal para tirar o gelo superou a oferta esta noite e os funcionários do estado calculam que acabarão o inverno tendo utilizado mais do que o dobro da média dos últimos anos, de 630 mil toneladas.

O Departamento de Transportes da Virgínia superou já em mais de US$ 3,4 milhões o orçamento anual de US$ 10 milhões destinados a atenuar os efeitos das tempestades de neve. (Fonte: Terra)