Sérvios protestam contra translado das cinzas do inventor Nikola Tesla

Centenas de pessoas foram às ruas em Belgrado, no sábado, contra um projeto das autoridades de transferir para uma grande catedral ortodoxa sérvia as cinzas do inventor sérvio Nikola Tesla, que repousam atualmente em um museu da capital dedicado a ele.

As cinzas de Tesla, nascido na Croácia, estão desde 1957 em seu museu de Belgrado, cercado por seus inventos. Ele é conhecido por ter desenvolvido os primeiros alternadores, que permitiram o nascimento das redes elétricas de distribuição por corrente alternada.

Os manifestantes acusam as autoridades de levar esse projeto adiante contra a vontade do cientista, sem consultar seus herdeiros e com objetivos políticos, a poucas semanas das eleições legislativas antecipadas previstas para 16 de março.

No final de fevereiro, as autoridades municipais de Belgrado, o Ministério de Energia e o patriarca da Igreja Ortodoxa sérvia, Irineu I, assinaram um documento que previa o translado das cinzas para o Templo de São Sava.

“Acho que Tesla considerava seu laboratório um espaço sagrado, onde, na minha opinião, queria repousar”, declarou recentemente Vladimir Pistalo, autor de um livro sobre o inventor.

Mais de 36 mil pessoas são contra o projeto na página “Deixe Tesla tranquilo”, na rede social Facebook.

Nikola Tesla nasceu em 10 de julho de 1856, em Smiljan, uma cidade do então Império Austro-húngaro, e era filho de um sacerdote da Igreja Ortodoxa sérvia. Ele faleceu em 7 de janeiro de 1943, em Nova York. (Fonte: UOL)