Descoberta de partícula pode revolucionar estudo subatômico

No início da década de 1930, os cientistas acreditavam que entendiam sobre física subatômica. No entanto, duas décadas depois, dezenas de novas partículas foram encontradas e eles tiveram que reescrever os seus modelos. Atualmente, esse episódio voltou a acontecer.

Uma nova partícula, detectada pela primeira vez em 2007 e ainda não confirmada, pode ser a fonte de uma nova fase para a física moderna. Os chamados “hádrons exóticos” são achados que não se encaixam nos níveis de classificação de partículas hoje adotado pelos cientistas.

Como consequência dessa descoberta, podemos questionar a formação das estrelas de nêutrons. Anteriormente, pensava-se que elas eram formadas exclusivamente de nêutrons. Hoje, acredita-se que hádrons possam ter influência sobre a existência delas.

De qualquer forma, com a confirmação dessa nova partícula, os modelos e pressupostos da física subatômica deverão ser reavaliados. O que pode ser um recomeço para toda a teoria. (Fonte: Terra)