Furacão “Marie” avança no Pacífico sem causar grandes estragos no México

O furacão “Marie” perdeu força nesta segunda-feira (25) enquanto continua seu deslocamento paralelo à costa mexicana do Pacífico, sem ter causado estragos significativos apesar de ter alcançado no domingo a máxima categoria na escala Saffir-Simpson.

“Marie” se mantém como furacão categoria 4, após ter chegado à categoria 5 no domingo, com ventos sustentados de 215 km/h e sequências de 260km/h, informou o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) do México em seu último relatório.

O sistema se encontra 790 quilômetros ao sudoeste de Cabo San Lucas, no estado de Baja California Sur, 35 quilômetros mais afastado do litoral que o reportado previamente, enquanto se desloca ao noroeste a 20 km/h.

O diretor de Defesa Civil do município de Los Cabos, Wenceslao Petit, disse à Agência Efe que não se registraram vítimas pelas chuvas que o furacão gerou na Península de Baja California.

Além disso, desmentiu informações de meios de comunicação locais sobre três pescadores desaparecidos. “É totalmente falso”, afirmou Petit, que admitiu que uma onda tombou a pequena embarcação em que viajavam cinco jovens, mas todos sobreviveram.

O funcionário disse que há três albergues preparados em Los Cabos para receber afetados pelas precipitações, mas destacou que até o momento não foram necessários.

Até agora só houve colapso no trânsito em algumas vias pelo excesso de chuvas. “Seguimos fazendo uma minuciosa monitoração”, garantiu Petit.

O mais afetado foi o estado de Oaxaca, que solicitou ao governo federal a declaração de emergência ou desastre para 10 municípios atingidos pelo ciclone “a fim de que possam receber o apoio necessário cerca de 10 mil famílias prejudicadas”. (Fonte: UOL)