Governo de TO firma parceria para aproveitar resíduos do capim dourado

O governo de Tocantins, por meio da Seagro (Secretaria da Agricultura e Pecuária), a empresa Beraca e agricultores familiares extrativistas de comunidades rurais firmaram acordo para aproveitamento dos resíduos do capim dourado, segundo a Agência Tocantinense de Notícias.

O acordo aconteceu durante visita dos técnicos da Coordenadoria de Apoio à Agroindústria, que ocorreu de 29 de setembro a 3 de outubro, em comunidades extrativistas – especificamente de capim dourado -, localizadas em três municípios que fazem artesanatos com a planta no Tocantins.

As comunidades estão localizadas nos municípios de São Félix, Mateiros e Ponte Alta do Tocantins.

A empresa Beraca iniciou os primeiros contatos com a Seagro e os produtores nas comunidades ainda em 2012. Os resíduos resultantes da atividade até o presente momento eram queimados ou descartados.

“A empresa especializada em pesquisas de produtos extrativistas possui vasta experiência em produtos de forma sustentável, ou seja, explora a matéria-prima sem agredir a natureza”, enfatizou o coordenador de Apoio à Agroindústria da Seagro, Telmo Gosch.

Nas negociações, ficou firmado que a empresa colherá a matéria-prima nas comunidades nos meses de abril e dezembro de cada ano, sendo a primeira entrega do material em abril de 2015. A Beraca utilizará a essência da matéria-prima do capim dourado para produtos da indústria cosmética.

O bioma tocantinense é riquíssimo em matérias-primas extrativistas, especificamente, em produtos como capim dourado, pequi, buriti, babaçu, plantas, frutos e essências nativas do cerrado, muito utilizados pela indústria cosmética. (Fonte: UOL)