Loteamento que ameaça ‘casa’ de macaco bugio é embargada

A obra de um novo bairro em Irapuã (SP) foi embargada nesta quinta-feira (6) depois do corte sem autorização de árvores do local. A polêmica foi levantada depois que a árvore onde um macaco bugio vive há cinco anos foi ameaçada de corte. A Polícia Ambiental passou parte desta quinta-feira no terreno onde será construído um novo bairro e decidiu embargar a obra.

O bicho, que já era companheiro dos moradores da redondeza, agora virou símbolo de preservação. Mas até a chegada dos policiais ambientais, a motosserra já tinha cortado 11 árvores do terreno. A área é particular, e no local um condomínio será construído. Mas é no topo das árvores que vive o Chico, há cinco anos. O bugio é alimentado todos os dias pelos moradores do bairro, virou um amigo de todo mundo.

Até que a Polícia Ambiental resolva o que fazer, a obra já foi embargada porque não há licença da Cetesb para o corte das árvores. “A gente precisa fazer um levantamento com imagens aéreas para verificar a extensão do dano. Para a Polícia Ambiental o laudo de vistoria não é suficiente para servir como autorização para o corte destas árvores”, afirma o capitão da Polícia Ambiental, Alessandro Daleck.

Os bugios estão ameaçados de extinção e se Chico for levado de volta a uma floresta nativa, pode morrer por que não sabe se alimentar sozinho e não pertence a nenhum bando. As copas das árvores do bairro estavam juntas, local ideal para o bicho segundo os policiais. O dono da área, que não quis dar entrevistas, tem documentos da prefeitura que não foram aceitos pela Polícia Ambiental. (Fonte: G1)