Taxa de mortalidade infantil cai para 15 a cada mil nascimentos, diz IBGE

A taxa de mortalidade infantil voltou a cair no Brasil, segundo dados das Tábuas Completas de Mortalidade do Brasil de 2013, divulgados nesta segunda-feira (1º) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Centro do Rio de Janeiro. De acordo com os números, houve 15 mortes de crianças até 1 ano para cada mil nascimentos, contra 15,7 em 2012.

De acordo com Fernando Albuquerque, gerente do Projeto Componentes da Dinâmica Demográfica do instituto, houve redução de 54 mortes de crianças até 1 ano para cada mil nascidas vivas em 2013. O dado já foi de 69 óbitos 1980, o que representa uma queda de 78% em 34 anos.

Infância – A mortalidade na infância – do nascimento até os cinco anos – também apresentou redução. Para cada mil nascidos vivos em 1980, 84 não completavam os cinco anos de idade. Em 2013, essa taxa atingiu 17 por mil, um declínio de 79%.

Segundo o especialista do IBGE, entre os motivos dessa redução estão o aumento da cobertura vacinal, o uso de terapia de reidratação oral, o programa nacional de atenção ao pré-natal e de aleitamento materno, além do crescimento do número de estabelecimentos de saúde.

Albuquerque explicou ainda que melhorias nas condições ambientais – saneamento básico e higiene pública – redução da fecundidade, aumento do grau de escolaridade das mães e aumento da renda familiar também impactaram na redução dessa taxa. (Fonte: G1)