Portugal reintroduz na natureza os dois primeiros linces ibéricos

Portugal reintroduziu nesta terça-feira (16) na natureza os dois primeiros linces ibéricos de um programa que prevê liberar um total de dez exemplares desta espécie ameaçada nos próximos meses, informou o governo em um comunicado.

Esta reintrodução de dois felinos “é a primeira de uma série que prevê soltar 10 linces ibéricos antes do fim do primeiro semestre de 2015”, destacou.

O casal de felinos, formado pela fêmea Jacarandá, nascida em 2012 no centro de reprodução de Silves (sul de Portugal) e o macho Katmandu, nascido no ano passado no centro espanhol Zarza de Granadilla (sudoeste), passará um mês em um território cercado antes de ser totalmente solto.

O lince ibérico é considerado o felino mais ameaçado do planeta. Segundo o Fundo Mundial para a Natureza (WWF), em 2009 restavam 230 exemplares adultos na natureza, a maioria deles nos parques naturais do sul da Espanha contra 100.000 no começo do século XX em Espanha e Portugal.

O WWF denunciou o aumento do número de linces atropelados por veículos.

Além do risco das estradas, o lince ibérico também sofre na Espanha as doenças que afetam coelhos, sua única presa, a destruição de seu habitat natural para construir estradas, represas e casas e, em menor medida, a caça, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), que classifica o animal “em perigo crítico de extinção”. (Fonte: Terra)