Cápsula Dragon com suprimentos chega à Estação Espacial

A cápsula Dragon, da empresa privada americana SpaceX, se acoplou à Estação Espacial Internacional (ISS) nesta segunda-feira com suas 2,2 toneladas de carga para a tripulação de seis astronautas, confirmou a Nasa. A carga inclui suprimentos, equipamentos para experiências e peças de reposição.

Esta é a quinta missão de abastecimento da ISS feita pela SpaceX, das doze previstas dentro de um contrato com a Nasa no valor de US$ 1,6 bilhão. A SpaceX lançou com sucesso no sábado (a cápsula Dragon, mas fracassou em sua tentativa de fazer pousar o primeiro estágio do foguete Falcon 9 sobre uma plataforma no oceano Atlântico.

Após a separação do resto do lançador, três minutos depois do lançamento da base aérea de Cabo Canaveral, o primeiro estágio do foguete ligou seus motores de retropropulsão para efetuar uma descida controlada e pousar, com precisão de dez metros, em uma plataforma com 91 metros de comprimento por 170 metros de largura, que flutuava no Atlântico 322 km a nordeste de Cabo Cañaveral.

O foguete conseguiu chegar à plataforma, mas o fez de forma brutal. A SpaceX já havia reconhecido anteriormente a grande dificuldade desta manobra.

A empresa californiana trabalha há dois anos no desenvolvimento de tecnologias para permitir recuperar o primeiro estágio de seu lançador com a finalidade de baratear enormemente os custos da operação, o que suporia uma revolução nos lançamentos deste tipo de foguetes, já que a SpaceX é concorrente, entre outras, da europeia Arianespace.

A Orbital e a SpaceX são as duas únicas empresas privadas com as quais a Nasa firmou acordos para reabastecer a estação orbital. O lançamento da SpaceX, previsto inicialmente para janeiro, tinha sido adiado em duas oportunidades por anomalias técnicas. O segundo adiamento ocorreu na manhã de terça-feira, um minuto antes da ativação dos motores.

A Dragon foi a primeira nave espacial a se acoplar à ISS, em 2012, e é a única cápsula capaz de trazer carga para a Terra. (Fonte: G1)