Usinas de Angra dos Reis registram recorde de geração de energia em 2014

A geração bruta da Usina Angra 1, em Angra dos Reis, na região da costa verde do Rio de Janeiro, atingiu, em 2014, 4.989.574,6 megawatts hora (MWh). Segundo a Eletronuclear, empresa responsável por operar e construir usinas termonucleares no Brasil, o volume é um novo recorde de geração de energia em anos com parada para reabastecimento de combustível.

Os números representam 5,43% a mais que o resultado de 2013. Naquele ano, alcançou 3.947.626,4 MWh.

No mesmo ano, Angra 2 gerou 10.444.932,5 MWh. Com isso, a geração acumulada das usinas alcançou 15.434.507,1 MWh, representando a terceira melhor marca da história da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAAA).

De acordo com a empresa, subsidiária da Eletrobras, o volume atenderia 7,7 milhões de habitantes durante um ano e seria suficiente para abastecer, em igual período, o Distrito Federal e os estados do Mato Grosso do Sul e de Sergipe.

Na avaliação da Eletronuclear, a eficiência de Angra 1 é explicada, entre outros fatores, pela alta disponibilidade na maioria dos meses de 2014, operando com 100% da capacidade na maior parte do ano. A exceção ocorreu por causa do tempo de parada para reabastecimento de combustível.

Segundo a Eletronuclear, atualmente a geração nuclear corresponde a 3% da eletricidade produzida no país, equivalente a um terço do consumo do Estado do Rio de Janeiro. Em construção, Angra 3 será a terceira usina da CNAAA.

A empresa informou que, quando entrar em operação comercial, em 2018, a unidade (1.405 MW) será capaz de gerar mais de 10 milhões de MWh por ano, capacidade suficiente para abastecer, com energia limpa, as cidades de Brasília e Belo Horizonte no mesmo período. (Fonte: Agência Brasil)