Cientistas japoneses conseguem prever tufão duas semanas antes

Uma equipe de cientistas japoneses anunciou que havia conseguido prever, de forma retrospectiva, a chegada de tufões duas semanas antes de seu surgimento, um avanço que pode ser empregado a partir de 2020 para limitar os efeitos deste temido fenômeno.

A equipe trabalhou utilizando os dados de oito tufões ocorridos em 2004 e conseguiu evidenciar os indícios que teriam permitido prever com uma confiabilidade de 40% a chegada de quatro deles (os mais potentes) duas semanas antes.

“Como os ciclones tropicais sempre causam terríveis perdas humanas e materiais, é importante antecipá-los e limitar seus efeitos com base em previsões precisas sobre sua trajetória, intensidade e processo de formação com tempo suficiente para poder reagir”, afirmou a equipe dirigida por Masuo Nakao, do Instituto Jamstec.

Além do novo programa informático, que leva em conta os movimentos das nuvens em torno do planeta, “a utilização do supercomputador japonês K permitiu realizar muitos e extensos experimentos para determinar a capacidade de prever a criação de tufões tropicais”, explicaram.

Estes meteorologistas estimam que para tomar as precauções necessárias para reduzir significativamente os danos de um tufão como o ocorrido nas Filipinas é preciso prevê-lo com uma antecedência de duas semanas a dois meses. (Fonte: G1)