Limeira/SP tem alta de 100 registros de dengue em 1 dia e inicia uso de drone

Limeira (SP) teve aumento de 100 casos de dengue em um dia, segundo o último balanço divulgado pela prefeitura, no final da tarde de sexta-feira (30). Os novos dados da administração municipal apontam que 481 pessoas estão contaminadas com a doença, enquanto na quinta-feira (29) o número era de 381 pacientes. A Secretaria de Saúde do município afirmou que vai decretar estado de emergência na próxima semana e o prefeito Paulo Hadich (PSB) admitiu que a cidade está próxima de uma epidemia.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a cidade chegará a uma epidemia quando atingir 900 casos. Para tentar diminuir o número de pacientes contaminados, a Prefeitura recorreu a um drone para fazer imagens aéreas e auxiliar o Centro de Controle de Zoonoses a encontrar criadouros do mosquito Aedes aegypti. Além da aeronave não tripulada, a administração ampliou os locais de exame e implantou 13 centros de hidratação nos bairros.

“Com o drone é possível chegar a 30 metros de altura e identificar caixas d’água e outros possíveis criadouros de dengue. Ele vai auxiliar a gente principalmente nos mutirões e nos locais que a gente não consegue acesso, por ter uma altura que impossibilita os agentes de fazer alguma coisa”, disse a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses, Perina Costa.

No “pacote” de ações emergenciais, constam ainda a contratação e treinamento de 30 novos agentes, além da realização de audiências públicas em diversas regiões da cidade. Outra mudança anunciada pela Secretaria de Saúde é a coleta de sangue dos casos suspeitos nos centros de saúde dos bairros, o que antes era feito somente na Santa Casa e no Hospital Humanitária.

Emergência – No balanço divulgado na sexta-feira (30), o bairro Parque Nossa Senhora das Dores continuou como o recordista de casos, com 58. O número é quase o dobro do registrado no Jardim Piratininga, que aparece em segundo, com 33 confirmações.

“O decreto de estado de emergência será assinado na próxima semana. Isso não muda nada porque nós já estávamos fazendo o planejamento visando evitar epidemia. Não houve falha da administrção”, disse o prefeito do município.

Mortes – A Secretaria de Saúde de Limeira (SP) confirmou, no dia 23 de janeiro, a segunda morte por suspeita de dengue neste ano. Um homem de 62 anos que estava internado no Hospital Medical morreu na quinta-feira (22). O idoso havia sido internado uma semana antes, no dia em que a filha dele também morreu com suspeita da doença.

A Vigilância Epidemiológica do município aguarda o resultado dos exames para confirmar a causa da morte do idoso e da filha, de 33 anos. Foram feitos exames de dengue, leptospirose e febre maculosa, mas não há data específica para que eles fiquem prontos. (Fonte: G1)