Canadá detecta 1° caso da doença da vaca louca desde 2011

A Agência Canadense de Inspeção Alimentaria (CFIA, por sua sigla em inglês) anunciou na sexta-feira (13) um caso de encefalopatia espongiforme bovina (EEB), conhecido popularmente como “mal da vaca louca”.

O caso, o primeiro que relatado no Canadá desde 2011, foi detectado em um animal na província de Alberta, onde se concentra a indústria criadora de gado do país.

A CFIA disse em comunicado que “nenhum parte do corpo do animal entrou na cadeia de alimentação humana ou em sistemas de alimentação animal”.

A agência também disse que iniciou uma investigação para determinar como a carne bovina canadense foi infectada com EEB.

Na maioria dos casos, a doença é provocada pela alimentação do gado com ração que contenha tecidos cerebrais ou medula espinhal de outros ruminantes.

Em 2005, o Canadá impôs a proibição de alimentar o gado com proteínas procedentes de ruminantes e em 2007, aumentou seu controle perante a contínua aparição de novos casos do “mal da vaca louca”.

A CFIA indicou que o Canadá é um país com um “risco controlado de EEB”, segundo a Organização Mundial da Saúde Animal (OMSA), e disse que não espera que este caso “afete as exportações atuais de gado ou carne canadense”. (Fonte: Terra)