IPCC se reúne, apesar da ausência de presidente acusado de assédio sexual

O Painel Intergovernamental para a Mudança Climática (IPCC) se reuniu nesta segunda-feira (23), em Nairóbi, no Quênia, como estava previsto, apesar da ausência de seu presidente, acusado de assédio sexual.
Os especialistas reunidos asseguraram que a ausência do indiano Rajendra Pachauri, que renunciou temporariamente a seus compromissos, não afetará os trabalhos desta semana.

Uma pesquisadora de 29 anos, do centro de estudos The Energy and Resources Institute, de Nova Délhi, acusa Pachauri, de 74 anos, de assediá-la sexualmente ao enviar e-mails inapropriados. Pachauri desmente as acusações, alegando que seu celular foi hackeado.

Ele deve comparecer nesta segunda ante um tribunal de Nova Délhi para evitar a prisão preventiva e obter sua liberdade sob fiança. Em sua ausência, o vice-presidente do IPCC, Ismail El Gizuli, presidirá o encontro que dura até sexta-feira em Nairóbi.

Os especialistas do IPCC, que elaboraram cinco relatórios sobre a mudança climática, terão um papel-chave nas negociações do clima do fim do ano, em Paris, em um momento em que a comunidade internacional não consegue chegar a um acordo sobre as medidas a serem colocadas em prática. (Fonte: G1)