Cheia faz subir para sete número de cidades em emergência no Amazonas

A cheia deste ano obrigou Boca do Acre, cidade do Amazonas a 1.208 km de Manaus, decretar situação de emergência no fim de semana. Agora, sete cidades do estado estão nessa situação, o que afeta 11 famílias. As informações são da Defesa Civil estadual.

De acordo com o órgão, a cota de emergência em Boca do Acre nesta segunda-feira (2) é de 19, 23 metros, ultrapassando a cota de alerta (18, 50 metros) e a de transbordamento (19, 05 metros.

A Defesa Civil informou que deve montar uma força tarefa para atender Boca do Acre, que está situado na Calha do Purus. Mais de mil famílias estão sendo afetadas na cidade.

Além da influência da subida das águas dos rios do Amazonas, Boca do Acre também sofre o impacto dos rios do Estado do Acre, onde a capital Rio Branco, já decretou Estado de Calamidade Pública em decorrência da cheia.

De acordo com a Defesa Civil, cestas básicas, com 27 toneladas de alimentos, já foram enviadas à cidade por via fluvial. Os produtos devem chegar ao município ainda esta semana. As famílias também serão assistidas com colchões, medicamentos e barracas de emergência para garantir abrigo às pessoas que não têm para onde ir. (Fonte: G1)