Encontradas em Tel Aviv antiguidades egípcias utilizadas para produção de cerveja

Fragmentos de cerâmica de mais de 5.000 anos de idade utilizados para a produção de cerveja pelos egípcios foram descobertos em um canteiro de obras em Tel Aviv – informou neste domingo a Autoridade de Antiguidades de Israel.

“Nós encontramos 17 escavações em Tel Aviv utilizadas para armazenar produtos agrícolas na Idade do Bronze (3500-3000 anos antes de Cristo), e entre as centenas de cerâmica descobertas aparecem grandes tigelas de cerâmica que foram usadas para produzir cerveja”, explicou Diego Barkan, diretor das escavações da Autoridade.

A descoberta prova “a ocupação egípcia” na região de Tel Aviv há mais de 5.000 anos, disse a Autoridade em comunicado. “Até agora, nós só sabíamos da presença egípcia no norte do Neguev (sul de Israel) e no em toda o litoral sul, com uma ocupação egípcia que ia até a atual cidade de Azor” no sudeste de Tel Aviv, acrescentou Barkan.

De acordo com a Autoridade de Antiguidades “a cerveja era a bebida nacional egípcia e foi um alimento de base, ao lado do pão”.

“A cerveja era consumida por toda a população, sem diferença de idade, sexo ou status. Ela era produzida utilizando uma mistura de cevada e água parcialmente cozinhada e deixada em repouso no sol para a fermentação, antes de serem adicionadas diferentes frutas e concentrados para dar sabor à cerveja”, explicou o comunicado.

As escavações na região do delta do Egito têm permitido tomar conhecimento da existência de fábricas de cerveja que comprovam que a cerveja já era produzido nesta região desde meados do quarto milênio a.C., de acordo com a Autoridade. (Fonte: Terra)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags