Surto de gripe aviária faz Alemanha sacrificar 10 mil galinhas

O Ministério da Agricultura do estado federado alemão da Baixa Saxônia informou nesta segunda-feira que diagnosticou um surto de gripe aviária, correspondente ao vírus H7N7, altamente patogênico, em uma fazenda da ilha de Riems, onde as 10 mil galinhas que tinham a doença foram sacrificadas.

Em comunicado, o Ministério explicou que o surto foi detectado nos controles internos da fazenda e confirmado pelo laboratório do Instituto Friedrich-Loeffler.

O órgão declarou que todas as medidas de segurança já foram tomadas e frisou que a única forma do vírus ser passado ao ser humano é com o contato direto como o animal doente, vivo ou morto.

Conforme os protocolos, as autoridades estabeleceram um raio de segurança de três quilômetros ao redor da fazenda e uma área de vigilância de dez quilômetros.

Nessa região estão proibidas a entrada e saída de aves e sua criação ao ar livre. Além disso, 60 galinhas encontradas em duas fazendas a menos de um quilômetro da granja afetada serão sacrificadas.

A Baixa Saxônia registrou um surto do vírus H5N8 em dezembro do ano passado. Em março e junho deste ano foram registrados surtos do H7N7. (Fonte: Terra)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags