Justiça sul-africana autoriza comércio interno de chifre de rinoceronte

Um juiz sul-africano decidiu nesta quinta-feira (25) suspender a moratória sobre a venda de chifre de rinoceronte estabelecida em 2009 para lutar contra a caça ilegal que dizimou a espécie.

“A moratória sobre a venda de chifre de rinoceronte no mercado sul-africano está suspensa por este julgamento”, declarou o juiz Francis Legodi no tribunal de Pretoria.

A decisão, que acaba – temporariamente – com um debate iniciado nos últimos anos entre opositores e partidários da legalização, não questiona o conteúdo da moratória, mas considera que a sua implementação não seguiu o procedimento correto.

Criadores de rinocerontes haviam acionado a justiça em setembro pelo direito de vender legalmente os chifres destes animais, considerando que isto seria um enorme golpe para a caça ilegal.

A decisão judicial pode empurrar o governo sul-africano a pleitear o fim da proibição mundial sobre o comércio de chifres, uma medida que poderia ser discutida no Congresso da CITES (Convenção sobre o Comércio Internacional da Fauna Ameaçada), que acontecerá no próximo ano, em Johannesburgo. (Fonte: G1)