Mosquito Aedes aegypti faz Manaus/AM decretar situação de emergência

A Prefeitura de Manaus decretou situação de emergência em razão da Epidemia por Doenças Infecciosas Virais, em especial às de transmissão pelo mosquito Aedes aegypti. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira (04). A situação de emergência terá vigência pelo período de 180 dias.

O decreto autoriza a adoção de medidas necessárias à situação e autoriza, também, que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) adote ações à prevenção de iminente epidemia nos termos e diretrizes fixadas pelo Ministério da Saúde.

Segundo a prefeitura, foi observada a portaria do Ministério da Saúde de declaração de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN), que confirmou a relação entre o zika vírus e a microcefalia, por meio de exames realizados pelo Instituto Evandro Chagas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) também fizeram alerta global sobre a epidemia de zika vírus, confirmando a sua correlação com a microcefalia.

Na quarta-feira (02), o Governo do Amazonas e a prefeitura anunciaram força-tarefa para o combate ao mosquito. Cerca de R$ 9 milhões serão aplicados nas ações de controle epidemiológico. Além de Manaus, as cidades de Guajará, Tonantins e Lábrea, também registram altos índices de proliferação do mosquito. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5