Por que não existem mamíferos verdes?

A primeira regra da camuflagem é fazer o possível para se parecer com o que te rodeia. Por isso, o verde pode parecer a cor ideal para alguns mamíferos, especialmente os menores, como coelhos e camundongos, que passam o dia escondidos na vegetação. Então, por que a evolução não seguiu por este caminho?

É a pergunta que faz a física Helen Czerski na série da BBC “Colour: The Spectrum of Science” (Cor: o espectro da ciência, em inglês).

A cientista sempre foi fascinada por cores e as histórias que cada uma delas revela. No caso dos mamíferos, que não são encontrados na cor verde, ela encontrou mais de uma resposta.

Em primeiro lugar, os humanos veem as cores melhor do que quase todos os outros mamíferos. Por exemplo, cachorros, tigres, elefantes, entre outros, conseguem distinguir coisas amarelas e azuis, mas não veem diferença entre as roxas e verdes.

Por isso, não é necessário ser desta última cor para se camuflar: para uma raposa, o marrom de um coelho é muito similiar ao verde das plantas em que ela está se escondendo.

Outro problema é que é muito difícil para um mamífero ser verde. As plantas usam a clorofila para isso, mas não há outros pigmentos verdes à disposição na natureza.

Cor estrutural – Mas, se é assim tão difícil, como outros tipos de animais, como as rãs e os papagaios, conseguem isso? Eles superam a falta de pigmentos verdes se valendo de uma astuta combinação de outros tipos de cores.

Eles usam uma cor estrutural. A superfície de sua pele ou plumas reflete apenas a luz azul, o que lhes confere uma capa desta cor. Mas, por cima, eles têm um pigmento amarelo, e a combinação do azul com o amarelo gera o verde.

Todo este esforço vale a pena para uma rã, mas os coelhos parecem estar satisfeitos sem tanta complicação.

Há ainda uma outra teoria que diz que os mamíferos pequenos evoluíram para serem da cor predominante do ambiente em que vivem.

E, como habitam tipicamente o solo, em meio a folhas mortas, que assumem um tom amarronzado, não precisaram se tornar verdes para sobreviver.

As preguiças parecem ser uma exceção, já que são mamíferos que se tornam verdes com o tempo. Mas, para isso, fazem uma trapaça.

Os pêlos de mamíferos só têm dois tipos de pigmentos: um que produz as cores preta ou marrom e outro que produz as cores amarela ou vermelha-alaranjada. A mistura deles nunca resultaria na cor verde.

Mas, com a idade, as preguiças vão adquirindo pêlos cinzas-esverdeados. Isso porque, estes pêlos são largos e grossos e, a medida que envelhecem, se quebram.

Estas fibras são o lugar perfeito para que algas verdes se fixem. Assim, as preguiças se beneficiam ao conseguirem uma ajuda para se camuflarem, além de poderem absorver nutrientes das algas. (Fonte: Terra)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5