Sonda japonesa alcança sua órbita de destino até asteroide

A sonda japonesa Hayabusa-2 conseguiu entrar em sua órbita de destino, exatamente um ano depois de seu lançamento para um asteroide primitivo, anunciou, nesta segunda-feira, a agência espacial japonesa.

No dia 3 de dezembro, aproximou-se da Terra para obter impulso com os efeitos da gravitação, antes de se direcionar para o pequeno asteroide Ryugu.

A agência analisará durante uma semana a trajetória da sonda para determinar se está localizada em uma boa órbita, segundo os meios japoneses.

O asteroide, que tem uma forma quase esférica de menos de um um quilômetro de diâmetro, é chamado assim devido a um castelo mítico de um conto popular do país. A sonda deveria alcançá-lo em meados de 2018.

O objetivo da missão consiste no recolhimento de pó do subsolo desse corpo terrestre, que contém carbono e água, para tentar compreender quais matérias orgânicas e aquosas existiam inicialmente no sistema solar. O regresso do aparato à Terra está previsto para 2020.

Hayabusa-2 é muito parecida com a primeira sonda Hayabusa, que a agência espacial japonesa lançou em 2003 em direção a outro asteroide. Mas a nova versão dispõe de tecnologias mais avançadas, após as inúmeras falhas que empanharam a primeira missão, que alcançou seu objetivo por pouco.

A sonda deve liberar sobre o asteroide um veículo robotizado, Minerva 2, e um aterrizador chamado de Mascot, concebido pelo Centro Francês de Estudos Espaciais (Cnes, na sigla em francês) e seu homólogo alemão DLR.

Mascot, cuja autonomia não supera as 12 horas, utilizará quatro instrumentos, entre eles um microscópio espectral de fabricação francesa que permitirá conhecer a composição mineralógica do solo do asteroide Ryugu. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5