Sobe para 38 o número de cidades atingidas pela chuva no RS

O número de cidades atingidas pela forte chuva no Rio Grande do Sul subiu para 38, de acordo com o boletim divulgado pela Defesa Civil no final da tarde desta sexta-feira (25). O número de famílias que sofrem com os prejuízos das cheias também aumentou, somando 1.795. Destas, 1.479 estão desalojadas – foram para residências de familiares e amigos – e 66 estão desabrigadas – recolhidas em um local fornecido pelo Poder Público.

Segundo a Defesa Civil, em Santana do Livramento , na Fronteira Oeste, 150 famílias puderam voltar para a casa, após trégua da chuva. Com previsão de tempo mais seco nos próximos dias, a expectativa é de que, pelo menos, parte famílias possa retornar para suas casas.

O capitão Alexandre Goi, chefe da Divisão Administrativa e de Comunicação Social da Defesa Civil, destaca que o número já pode ter sofrido alterações após a divulgação do boletim.

“É verdade que este número pode aumentar, se voltar a chover, mas muitas pessoas evitam sair de casa, ou precipitam o retorno. Na mesma medida em que as pessoas estavam sendo retiradas de suas casas, tem pessoas voltando em outras cidades. É difícil de mensurar este número”, explica.

A chuva que castiga parte do estado durante o feriadão de Natal já levou 12 prefeituras a decretarem situação de emergência: Liberato Salzano, Trindade do Sul , Nonoai , Santo Ângelo , São Miguel das Missões, Guarani das Missões, Roque Gonzáles, Cândido Godói, Uruguaiana, Quaraí , Passa Sete e Não-Me-Toque.

A energia elétrica também foi prejudicada pelos ventos trazidos pela chuva. Na Fronteira Oeste, 4 mil pessoas estão sem luz. Na Região Central, 200 clientes da companhia AES Sul estão em áreas alagadas, sem acesso para conserto. Na Região dos Vales, 1,2 mil tiveram a energia desligada por conta do alto risco de choque que o contato dos fios com a água pode causar. As duas outras companhias que atendem o estado, CEEE e RGE, não contabilizam clientes sem energia elétrica.

A cheia do Rio Ibicuí, na Fronteira Oeste, levou à interdição da ponte que liga as cidades de Itaqui e Uruguaiana.O trecho da km 415 da BR-472 deve ser evitado pelos motoristas, que podem chegar a São Borja pela Ruta 14 ou pela BR-290.

A chuva forte vem atingindo a Fronteira Oeste desde o último dia 18, quando um temporal elevou os níveis dos rios Uruguai e Quaraí. Na quarta-feira (23), o rio Quaraí atingiu a marca histórica de mais de 15 metros acima do nível normal. A maior cheia que a cidade tinha registrado até então foi em 2001, quando o rio chegou aos 14 metros acima do normal. A água começou a baixar nesta quinta-feira (24).

Previsão do tempo – Depois das fortes chuvas, a previsão para esta sexta-feira (25) é de tempo firme na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, região mais atingida pelas cheias. Contudo, o tempo segue instável na maior parte do estado, com muita umidade e chuva fraca. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5