Britânicos criam reserva marinha do tamanho do Reino Unido no Atlântico

Mais da metade das águas em torno da ilha britânica de Ascensão, que fica no Atlântico a meio-caminho entre Pernambuco e Angola, são agora uma reserva marinha. Uma área de 234 mil km² – quase o tamanho do Reino Unido – será destinada agora à preservação ambiental.

Logo de cara, 52,6% das águas na zona econômica exclusiva britânica em torno da ilha serão fechadas para pesca e monitoradas por barcos de patrulha. Os outros 47,4% serão explorados por biólogos e oceanógrafos para que, até 2017, os limites precisos da reserva sejam demarcados com precisão.

A criação da reserva foi anunciada após uma negociação de dois anos entre o Governo Britânico, o governo local de Ascensão e a Blue Marine Foundation, um fundo ambiental criado em 2010. O monitoramento da nova reserva será bancado inicialmente por £300.000 (R$ 1,8 milhão) doados pela Fundação Bacon, durante um ano e meio.

Segundo comunicado pulbicado pela Blue Marine, a ideia é que a maior parte da porção sul das águas de Ascenção sejam destinadas à conservação, e as águas mais próximas à ilha também, num raio de 50 milhas náuticas. A zona econômica exclusiva britânica compreende um raio de 200 milhas náuticas (370 km).

A região central do Atlântico Sul, em torno de Ascensão, é uma importante zona de conservação para espécies de tubarão com populações em declínio. Estoques de atum, um peixe ameaçado de extinção pela sobrepesca, também habitam a região.

Segundo o governo britânico, com a demarcação final da reserva, ao menos metade das águas de Ascensão devem ficar totalmente fechadas para atividades econômicas, enquanto o restante deve ser liberado, mas policiado para prevenir pesca de espécies ameaçadas. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags ,
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5