Canguru-arborícola ‘pintor’ do zoológico de Miami morre aos 27 anos

Um canguru-arborícola de Huon, que com 27 anos era, segundo o zoológico de Miami o exemplar mais antigo do mundo e um dos animais mais populares do local turístico, morreu nesta quarta-feira (13), informou a instituição.

“Patty”, um peludo marsupial de cor marrom, há algumas semanas apresentava uma piora em sua saúde e havia perdido o apetite, afirmou em comunicado o zoológico de Miami, uma das atrações mais visitadas na cidade do sudeste norte-americano.

Os veterinários prolongaram sua vida com medicamentos, mas “sua saúde piorou a um ponto que nenhum dos tratamentos funcionava e hoje foi necessário tomar a difícil decisão de sacrificá-lo”, afirmou a instituição.

Com mais de 27 anos, Patty era o canguru-arborícola de Huon (‘Dendrolagus matshiei‘) mais antigo já registrado, informou o zoológico.

Patty também era um “artista”, segundo o zoológico, porque realizou vários desenhos: a forma de suas patas lhe permitia sustentar pincéis e “pintar de maneira muito similar aos humanos”.

O animal nasceu em 3 de agosto de 1988 no zoológico Riverbanks em Columbia, Carolina do Sul (sudeste), e um ano mais tarde foi transportado para Miami, onde viveu desde então. Teve quatro crias, que foram levadas para outras instituições.

O canguru arborícola de Huon é uma espécie em perigo de extinção originária da península de Huon em Papua Nova Guiné. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5