EUA começam a se recuperar de nevasca que deixou 19 mortos

A forte nevasca provocada pela tempestade Jonas, que deixou pelo menos 19 mortos, parece ter começado finalmente a perder força neste domingo (24) na costa leste dos Estados Unidos, oferendo uma oportunidade aos moradores para limpar as ruas e avenidas.

A histórica tempestade cobriu de neve o leste do país na sexta-feira e sábado, paralisando cidades como Nova York e Washington D.C. e afetando 85 milhões de pessoas, o que equivale a 25% da população do país.

Mais de 7.500 voos foram cancelados entre sexta e sábado. Neste domingo, 3.750 voos estavam cancelados e outros 700 estavam cancelados para segunda-feira, segundo o site de monitoramento aéreo FlightAware.com.

Treze pessoas morreram em acidentes de carro relacionados ao clima em Arkansas, Carolina do Norte, Kentucky, Ohio, Tennessee e Virgínia, no sábado. Uma pessoa morreu em Maryland e três em Nova York, enquanto removiam a neve. Dois morreram de hipotermia na Virgínia, disseram autoridades.

A meteorologia informou que a tempestade – que recebeu o apelido de “Snowzilla”, mistura de “snow”, neve em inglês, e o nome do monstro do cinema “Godzilla” – deixou 56 centímetros de neve acumulada em Washington.

Os quase 68 centímetros de neve acumuladas no Central Park de Nova York representam a segunda maior marca desde o início dos registros em 1869.

Transporte em Nova York – Com a tempestade perdendo força durante a madrugada, as autoridades de Nova York retiraram neste domingo a proibição de viagens e reabriram as ruas da cidade, assim com as estradas até Long Island, a leste da cidade, e Nova Jersey, a oeste.

“Ninguém gosta de interromper o transporte e o comércio. No entanto, a tempestade foi rápida e furiosa”, disse o governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo. O estado de emergência imposto pelo governador continua valendo.

Os fortes ventos provocaram o temor de inundações em diversos pontos da costa do Atlântico, segundo o Serviço Meteorológico Nacional, enquanto as ruas em algumas localidades costeiras de Nova Jersey ficaram cobertas de água e gelo.

Mas, depois de uma das mais intensas tempestades na região em décadas, o tempo parece melhorar neste domingo, com a previsão de sol e céu azul, o que deve elevar a temperatura e facilitar a remoção da neve.

Carros cobertos de neve – Em Nova York, o serviço de ônibus foi suspenso ao meio-dia de sábado e o serviço de metrô que transita ao ar livre permaneceu fechado durante a tarde. Os teatros da Broadway suspenderam as apresentações, os museus permaneceram fechados, assim como grande parte do comércio.

Os três aeroportos da região (John F. Kennedy, LaGuardia e Newark, em Nova Jersey) não registraram pousos ou decolagens desde as primeiras horas de sábado. Muitos caminhões adaptados limpavam as ruas da cidade. A tempestade Jonas foi acompanhada por rajadas de vento superiores a 80 km/h.

Avenidas populares como a Quinta ou a Sexta ficaram praticamente vazias, mesmo antes da proibição ao tráfego, e muitos carros estacionados ficaram cobertos pela neve. Durante a noite, o cenário era quase surreal, com algumas pessoas caminhando pelas famosas ruas da cidade.

Em Nova Jersey, 90 mil casas ficaram sem energia elétrica. “As pessoas que ficaram sem energia elétrica, por favor, como está frio, tente encontrar abrigo na casa de um amigo ou membro da família, se possível. Não fiquem no frio”, disse o governador do estado Chris Christie, pré-candidato republicano à presidência em uma entrevista coletiva.

Em Washington, os monumentos nacionais, o Capitólio e os museus do Instituto Smithsonian não abriram as portas.

A nevasca também afetou estados mais ao sul, como Arkansas, Tennessee, Kentucky, Carolina do Norte, Virginia Ocidental e Virginia. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5