Sem chuva, nível do Cantareira fica estável pela primeira vez em 2016

O nível de água do Sistema Cantareira ficou estável pela primeira vez em 2016 neste domingo (24) e se manteve em 42,8% da sua capacidade, segundo dados divulgados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Até então, as represas haviam tido 23 altas consecutivas. O montante de chuva acumulada no mês é de 180,7 mm, mas nas últimas 24 horas não choveu no manancial.

Em 30 de dezembro de 2015, o Sistema Cantareira registrou elevação e deixou a dependência do volume morto após 19 meses.

Os sistemas Guarapiranga e Rio Grande também apresentaram queda. O índice baixou de 85,8% no sábado para 85,5% neste domingo no Guarapiranga. No Rio Grande, a redução foi de 92,5% para 92,2%. Os sistemas Alto Tietê e Alto Cotia ficaram estáveis e o Rio Claro teve alta. Confira as capacidades e os percentuais dos sistemas neste domingo:

- Cantareira: 1.269 bilhões de litros (com o volume morto) e está com 42,8% da capacidade
- Alto Tietê: 573,8 bilhões de litros e está com 28,9% da capacidade
- Guarapiranga: 171,2 bilhões de litros e está com 85,5% da capacidade
- Alto Cotia: 16,5 bilhões de litros e está com 99,3% da capacidade
- Rio Grande: 112,2 bilhões de litros e está com 92,2% da capacidade
- Rio Claro: 13,7 bilhões de litros e está com 81,2% da capacidade

Volume Morto – A reserva técnica começou a ser bombeada em maio de 2014. Na época, ainda havia água no volume útil. Em julho, porém, o sistema passou a operar somente com o volume morto. Especialistas ouvidos pelo G1, no entanto, alertam que o Cantareira ainda segue em crise porque não se recuperou totalmente. A Sabesp também informou que não descarta voltar a usar a reserva técnica no próximo período seco, com a chegada do inverno. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5