Quarentena é levantada para 55 pessoas suspeitas de ebola em Serra Leoa

Apenas quatro pessoas ainda estavam em quarentena em Serra Leoa nesta quarta-feira (3) após o levantamento desta medida sanitária ser expandido para outros 55 pacientes, todos testados negativo para o vírus ebola, de acordo com informações de fontes médicas e oficiais.

Mais “48 pessoas estão classificadas como ‘contatos’ desaparecidos, dos quais 18 são de alto risco”, afirmou um porta-voz dos serviços de saúde, Harold Williams, em referência às pessoas suscetíveis de terem entrado em contato com o primeiro caso identificado no país desde que foi declarado livre da epidemia, em 7 de novembro.

“Apelamos a todas as ‘pessoas desaparecidas’ que não se escondam mais, porque não cometeram nenhum crime. Estamos apenas preocupados com o seu estado de saúde e se estão contaminadas, a fim de tratá-los e, assim, evitar a propagação do vírus”, explicou.

Em Magburaka, no centro do país, onde morreu em 12 de janeiro este primeiro caso, uma estudante, Marie Jalloh, 33 pessoas saíram da quarentena nesta quarta-feira (3).

“É bom para respirar fora de sua casa sob quarentena, encontrar os amigos e familiares para retomar uma vida normal”, disse uma dessas 33 pessoas, um agricultor de 68 anos chamado Foday Kandeh, em ligação telefônica com a AFP.

Em Kambia, no norte do país, perto da fronteira com a Guiné, a quarentena também foi levantada para 22 pessoas, segundo as médicas e oficiais.

O surto de ebola na África Ocidental, o mais grave desde a identificação do vírus há 40 anos na África central, já matou mais de 11.300 pacientes e 28.000 casos foram registrados – uma avaliação subestimada pela própria Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mais de 99% das vítimas estão concentradas em três países vizinhos: Guiné, onde a epidemia eclodiu em dezembro de 2013, Libéria e Serra Leoa. (Fonte: UOL)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5