França restringe doações de sangue de quem viajou para regiões com zika

A França restringiu as doações de sangue das pessoas que viajaram para as regiões afetadas pela epidemia de zika, que terão que esperar 28 dias antes de poderem doar, indicou neste domingo (7) a ministra de Saúde, Marisol Touraine.

Em entrevista exibida pela “Europe 1″ e “Itélé”, Touraine destacou que estão verificando todas as doações de sangue para comprovar que não estão contaminadas pelo zika.

Para dar garantias aos receptores, os doadores na França metropolitana que tiverem viajado para regiões com a epidemia deverão esperar 28 dias antes de fazê-lo. Todas as amostras colhidas nos departamentos franceses do Caribe (Guiana, Martinica e Guadalupe) terão que passar pelo teste.

A ministra reiterou seu conselho às mulheres grávidas de “evitarem, se puderem”, viajar às regiões da América Central ou da América do Sul em que foi constatada a epidemia do vírus. Quanto às grávidas dos departamentos franceses da América, o conselho é que façam um controle médico contínuo.

Touraine reiterou que as mulheres têm à disposição os testes – 100% reembolsados pela Seguridade Social – para saber se foram infectadas pelo zika e podem fazer uma ultrassonografia mensal, também coberta pela Seguridade Social, para supervisionar a evolução da gestação.

Touraine reiterou que “não há zika por enquanto” na França metropolitana, e que os 18 casos identificados são “importados”. Mas acrescentou que “é preciso ter cuidado” porque quando chegar o verão os mosquitos voltarão e com eles poderiam surgir contaminações autóctones. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5