Ex-ministro das Relações Exteriores francês renuncia à presidência da COP21

O ex-ministro das Relações Exteriores francês Laurent Fabius anunciou nesta segunda-feira a renúncia ao cargo à frente da Cúpula do Clima de Paris (COP21) pela controvérsia gerada sobre a compatibilidade desse trabalho com a de sua futura presidência do Conselho Constitucional da França.

“Na minha opinião, não existe incompatibilidade com a presidência da última fase da COP21. No entanto, dado o início de uma polêmica interna sobre este tema, prefiro entregar meu mandato de presidente da COP”, informou em carta enviada ao chefe de Estado francês, François Hollande.

Foi a ministra de Ecologia francesa, Ségolène Royal, que no dia 12 de fevereiro solicitou que fossem “esclarecidas as regras do jogo” sobre o acúmulo de mandatos.

O papel de Fabius foi fundamental para o acordo de dezembro contra a mudança climática, e o agora ex-ministro pretendia continuar à frente das negociações até novembro, mês em que Marrocos assumiria o revezamento.

Royal, que após a renúncia de Fabius e a remodelação governamental do dia 11 ampliou sua pasta para acolher as Relações Internacionais sobre o Clima, não solicitou expressamente que este deixasse a presidência da COP21, mas pediu que explicasse “como as coisas funcionariam”.

Outras vozes do governo, como o secretário de Estado de Universidades e Pesquisa, Thierry Mandon, apoiaram a postura da ministra tachando hoje como “inimaginável” que Fabius pudesse compatibilizar ambas as funções.

Na carta a Hollande, o ex-ministro não insistiu na polêmica e se despediu com o desejo de que a aplicação do “acordo histórico” de Paris tenha o mesmo êxito que sua adoção. (Fonte: Terra)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5