Ibama fará inspeção no Zoológico do Rio para autorizar reabertura

Fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) farão uma inspeção na quinta-feira (25) no Zoológico do Rio, a pedido da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, responsável pelo parque, para averiguar se as obras previstas para a reabertura do parque estão prontas, informou nesta sexta-feira (19) o Ministério Público Federal (MPF).

A prefeitura assinou um Termo de Ajustamento de Conduta se comprometendo a realizar 26 intervenções no Zoológico de modo a adequar o parque às condições mínimas de funcionamento exigidas pela lei e pelo Ibama. Segundo a prefeitura, as obras estarão prontas na quinta-feira.

Em 14 de janeiro, fiscais do Ibama determinaram a interdição administrativa do parque, uma vez que não haviam sido atendidas as exigências mínimas previstas na lei em relação ao manejo da fauna silvestre e exótica em cativeiro.

“O mais antigo jardim zoológico do país, o Zoológico do Rio de Janeiro sofreu sua última reforma significativa há mais de 20 anos, em 1993. Fiscalizações do Ibama, confirmadas pelo Tribunal de Contas do Município, pela Polícia Federal e por inspeção do próprio MPF atestaram o processo de sucateamento do estabelecimento, em prejuízo aos animais e da população. A situação motivou o ajuizamento de ação civil pública, pelo MPF, em setembro de 2015″, explicou o MPF sobre o fechamento ao público há mais de um mês por falta de condições de receber o público, segundo o instituto e o Ministério Público.

Segundo o TAC, são necessárias reformas nos recintos dos elefantes, ursos (pardo e de óculos), grandes felinos, primatas do novo e velho mundo, rapinantes, crocodilianos, lobo-marinho, serpentes, viveirão e setor de reprodução das aves, voadeira das araras, aquário, corredor da fauna e cozinha. O setor extra, local onde ficam abrigados os animais doentes ou em quarentena, que estava praticamente desativado, será integralmente reformado para voltar a realizar suas funções.

O TAC ainda determina à prefeitura manter equipe mínima de conservação do parque, e um programa permanente de enriquecimento ambiental, com a criação de ambientes adequados para cada espécie. A prefeitura deverá providenciar a reativação da estação de reuso da água, que estava abandonada.

Novo administrador
– Em meados de janeiro, a Prefeitura do Rio publicou o edital de licitação para escolher a empresa que vai administrar o zoológico nos próximos 35 anos. A vencedora terá que investir R$ 66 milhões até 2018. O valor da entrada deve passar de R$ 8 para R$ 15.

Entre as obrigações previstas no edital estão: recuperação e aproveitamento do prédio histórico, criação de um hospital veterinário, construção de restaurante e bar, tirolesa de 60 metros de extensão, sistema que utilize pelo menos 60% de água de reuso, espaço de quarentena, construção de estação de tratamento de esgoto e de passarela de observação sobre a ala dos macacos. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5