Pancadas rápidas de chuva estragam carros e deixam feridos em Curitiba/PR

Meia hora de chuva foi o suficiente para deixar várias ruas debaixo d’água em Curitiba nesta segunda-feira (22). Duas pessoas ficaram feridas, várias ruas ficaram alagadas e diversos prejuízos, como carros estragados, foram registrados.

A rua Dias da Rocha, no Alto da XV, ficou sob a água. Alguns motoristas usaram a calçada para conseguir passar pela via. Um estacionamento, que fica perto da linha do trem que passa pelo bairro, foi inundado. A água invadiu os carros parados e arrastou outros.

“Eu estava lá em cima, trabalhando, mas não dava para descer. Estava boiando”, lamenta a empregada doméstica Eloir Veloso. Ela afirma que não tem seguro e terá que arcar com o prejuízo. Outras dezenas de carros tiveram que ser guinchados porque deixaram de funcionar.

Um salão de beleza foi completamente destruído pela água. A dona, uma senhora de 73 anos, foi arrastada pela água por mais de 50 metros e só parou no meio de rua, embaixo de um carro. Os objetos que estavam no comércio também foram levados.

“Ela estava afogada, eles reanimaram e levaram ela para o pronto-socorro. Para que ela se recupeou bem. Estou indo para o hospital agora. Muito susto, fora a destruição da casa”, diz o filho da idosa, o médico Carlos Navarro. A mulher está internada com suspeita de fratura no tornozelo e escoriações, mas deve ser liberada na terça-feira (23) pela manhã.

A água acumulada formou uma espécie de lago na rua David Geronasso, no bairro Boa Vista. Alguns moradores ficaram presos dentro de casa, porque a chuva invadiu o quintal deles. “[A água subiu em] dez minutos, não deu tempo de nada. Sempre alaga, mas, com esse volume, não”, relata a moradora Denise Forte.

Na rua Trajano Reis, um buraco se abriu bem no momento em que uma mulher passava. Ela caiu, foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas não corre risco de morrer em virtude dos ferimentos. O local foi interditado pela Prefeitura.

No começo da noite desta segunda, a água já havia baixado e situação estava mais tranquila no Alto da XV. Muitos carros estragados e lama, no entanto, ainda permaneciam no bairro.

Segundo o Simepar, choveu mais da metade da média histórica para fevereiro em Curitiba. A previsão é de que deve continuar chovendo durante a semana em todo o Paraná. Conforme a Defesa Civil, não há registro de desabrigados ou desalojados na capital. (Fonte: G1)

Esta entrada foi escrita emClipping e tags
Ambientebrasil - Notícias located at 511/67 Huynh Van Banh , Ho Chi Minh, VN . Reviewed by 43 customers rated: 4 / 5